WhatsApp Caline Rutiliano Entre em contato!

Mais Saúde e bem estar

  Mais Saúde e bem estar

Mais Saúde e bem estar

Faça parte dessa equipe de liderança e saiba mais sobre a linha dōTERRA me enviando uma mensagem:

Óleos essenciais: O que são?

Se você já sentiu o perfume de uma rosa, você já experimentou as qualidades aromáticas de óleos essenciais.

Estes compostos aromáticos voláteis naturais são encontrados nas sementes, casca, raízes, caules, flores, e outras partes das plantas. Poderosamente perfumados, os óleos essenciais dão às plantas seus cheiros característicos, protegem e desempenham um papel fundamental na polinização das plantas.

Além de seus benefícios intrínsecos às plantas e sua bela fragrância, os óleos essenciais têm sido utilizados há muito tempo para preparação de alimentos, tratamentos de beleza e práticas de cuidados à saúde.

Mas o que exatamente é um composto aromático volátil?

Em resumo, esses compostos são pequenas moléculas orgânicas, que tendem a mudar rapidamente do seu estado sólido ou líquido para o estado gasoso na temperatura ambiente. São chamados de voláteis porque mudam de estado rapidamente.

Quando você abre um frasco de óleo essencial, percebe imediatamente que o aroma é potente e pode ser sentido mesmo a uma certa distância. As propriedades físicas e químicas dos compostos aromáticos voláteis (que compõem óleos essenciais) lhes permite mover-se rapidamente através do ar e interagir diretamente com nossos sensores olfativos.

Tais propriedades únicas, tornam os óleos essenciais ideais para aplicações na aromaterapia, utilizando esses compostos de plantas para ajudar a manter a mente e o corpo saudável, bem como outras aplicações.

O que determina a qualidade de um Óleo Essencial?

O tipo de compostos aromáticos voláteis presentes em um óleo essencial determina tanto o aroma quanto os benefícios que ele oferece.

Mais de 3.000 variedades de compostos aromáticos voláteis foram identificadas até o momento. A natureza de um óleo essencial varia de planta para planta, dentro das famílias botânicas e de espécie para espécie. A proporção delicada de compostos aromáticos encontrados em um determinado óleo essencial é o que o torna único e lhe confere benefícios específicos.

Mesmo com óleo essencial puro, a composição do óleo pode variar em função da hora do dia, estação do ano, localização geográfica, método e duração de destilação, ano de cultivação e o tempo, fazendo com que cada passo do processo de produção seja determinante na qualidade do produto final.

Como os Óleos Essenciais podem ser utilizados?

Os óleos essenciais podem ser utilizados para uma ampla gama de aplicações de bem-estar físico e emocional. Podem ser usados individualmente ou em misturas de diversos óleos essenciais complexos, dependendo da experiência do usuário e do benefício desejado.

Porque usar dōTERRA?

Quando você escolhe dōTERRA, você está escolhendo óleos essenciais cuidadosamente destilados de plantas que foram pacientemente colhidas no momento perfeito por produtores experientes de todo o mundo para a composição ideal do extrato.

Cada óleo essencial dōTERRA também é cuidadosamente testado, usando rigorosos protocolos de qualidade da CPTG (Certified Pure Therapeutic Grade®). Os usuários mais experientes dos óleos essenciais reconhecerão imediatamente o padrão de qualidade superior nos produtos dōTERRA, que são naturalmente seguros e eficazes para uso terapêutico.

Embora haja uma ciência por trás do processo de destilação de óleos essenciais, também é uma arte. Destiladores profissionais não só desfrutam de anos de experiência, mas também empregam as técnicas e tecnologias mais modernas existentes no mercado.

Extração de Óleos Essenciais

O método mais comum de extração de óleos essenciais é através de um processo de destilação a vapor em baixa temperatura. Neste processo, o vapor pressurizado é circulado através do material vegetal. Os óleos essenciais são liberados da planta e levados pelo vapor.

Quando o vapor se esfria, a água e os óleos separam-se naturalmente e o óleo então é recolhido. Para garantir o extrato de óleo da mais alta qualidade e a composição química correta, a temperatura e a pressão devem ser monitoradas de perto. Com pouco calor ou pressão, o óleo não será liberado; Já com calor e pressão demais, a composição e a potência do óleo serão comprometidas.

Destilação a Vapor

A destilação a vapor é a maneira mais comum de extrair compostos aromáticos (óleo essencial) de uma planta. Durante o processo de destilação a vapor, o vapor passa através do material vegetal.

A combinação de vapor aquecido e pressão suave faz com que o óleo essencial seja liberado dos sacos protetores microscópicos. À medida que a mistura de vapor flui através de um condensador e esfria, produz uma camada de óleo e uma camada de água. O óleo essencial sobe até o topo e é separado do hidrossol (água floral) e recolhido.

A temperatura para a destilação do vapor é geralmente entre 140-212 graus Fahrenheit. Uma vez que diferentes plantas necessitam de pressões, tempos e temperaturas diferentes, utilizando este método de destilação, torna-se possível ajustar a temperatura com base no tipo de planta, tornando-se uma maneira muito eficaz e precisa para obter os compostos mais puros.

Prensagem a frio

Ao contrário da destilação a vapor, a prensagem a frio, também conhecida como expressão não envolve calor. Neste processo, o óleo é extraído do produto sob pressão mecânica.

dōTERRA usa este método para extrair todos os seus óleos cítricos, tais como laranja selvagem, limão, lima, bergamota e toranja, a partir da casca.

A destilação adequada requer uma consideração pela unicidade da pressão, temperatura, tempo e práticas de colheita, cada uma das quais pode ser tão diversa quanto as próprias plantas.

Um processo de destilação deficiente pode alterar ou destruir os compostos aromáticos necessários que compõem o óleo essencial, deixando uma substância muito diferente do objetivo pretendido e que não traria nenhum benefício para a saúde e bem-estar.

Por esta razão, os melhores artesãos da destilação dedicam seus esforços e trabalham apenas em algumas plantas selecionadas. Este esforço focado, desenvolve o conhecimento e a experiência apropriados, assegurando a congruência entre a química do óleo da planta e sua forma destilada.

Óleos Essenciais dōTERRA

Quando você escolhe dōTERRA, você está escolhendo óleos essenciais cuidadosamente destilados de plantas que foram pacientemente colhidas no momento perfeito por produtores experientes de todo o mundo para a composição ideal do extrato.

Cada óleo essencial dōTERRA também é cuidadosamente testado, usando rigorosos protocolos de qualidade da CPTG (Certified Pure Therapeutic Grade®). Os usuários mais experientes dos óleos essenciais reconhecerão imediatamente o padrão de qualidade superior nos produtos dōTERRA, que são naturalmente seguros e eficazes para uso terapêutico.

Óleos essenciais: Como Usar?

Para quem está iniciando nesse universo, a pergunta mais comum é a de como usar óleos essenciais. Tradicionalmente, certos métodos de aplicação de óleo essencial foram preferidos ou utilizados exclusivamente. No entanto, como a pesquisa em torno óleos essenciais continua a se desenvolver, uma maior compreensão dos métodos de aplicação é agora mais compreendida.

Todos os métodos de aplicação são seguros quando usados adequadamente, incluindo métodos aromáticos, tópicos e internos. Um ou vários métodos de aplicação podem ser usados para uma ampla gama de aplicações de bem-estar emocional e físico. Eles podem ser usados com um único óleo de cada vez ou em misturas complexas em um dos três métodos:

AROMÁTICO

O olfato é uma ferramenta que pode gerar poderosas respostas fisiológicas, mentais e emocionais. Os óleos essenciais são rapidamente absorvidos pelos receptores do cheiro, que têm uma ligação direta ao sistema límbico através do nervo olfativo.

O sistema límbico é parte do cérebro que suporta uma variedade de funções, incluindo olfato, emoções, comportamento e memória. Por esta razão, os óleos essenciais têm um efeito especialmente poderoso através da aplicação aromática.

Alguns óleos essenciais induzem efeitos estimulantes ou revigorantes, enquanto outros são mais calmantes. A difusão é um dos métodos mais simples para o uso aromático de óleos essenciais.

Difusores que usam ar frio ou água são ideais. No entanto, o uso de óleos essenciais de forma aromática não requer quaisquer dispositivos especiais de difusão.

Você pode obter os mesmos benefícios de saúde, simplesmente colocando algumas gotas de óleo essencial na palma da mão em formato de concha ao redor do nariz e respirando profundamente.

Usos aromáticos adicionais para óleos essenciais incluem:

  • Aplique óleo em uma bola de algodão e coloque nas aberturas de ventilação do seu veículo
  • Misture os óleos em um frasco de spray com água e borrife sobre móveis, tapetes ou roupas de cama
  • Adicione óleo essencial a uma gaveta de roupas
  • Utilize em enceradeiras ou equipamentos de limpeza doméstica

TÓPICO

Aplicação tópica é um método muito eficaz para a utilização de óleos essenciais. Os óleos essenciais possuem baixo peso molecular e são lipídicos solúveis, eles penetram facilmente na pele. Uma vez absorvidos, eles permanecem na área aplicada para um benefício localizado.

Embora óleos essenciais são prontamente absorvidos, existem muitas maneiras de aumentar a absorção. Uma leve massagem aumentará o fluxo de sangue para a área de aplicação, e por sua vez vai melhorar a distribuição em todo o corpo.

O uso de um óleo transportador também pode aumentar a absorção, especialmente na pele que é seca ou escamosa, pois ajuda a hidratar a pele.

Para diminuir a probabilidade de desenvolver uma sensibilidade da pele, especialmente em pele jovem ou sensível, é aconselhável usar um óleo transportador (como óleo de coco fracionado) para diluir óleos mais potentes ou ao utilizar um óleo pela primeira vez. A proporção recomendada de diluição é tipicamente uma gota de óleo essencial para três gotas de óleo transportador.

É sempre aconselhável usar várias pequenas doses ao longo do dia em vez de uma única dose grande. Comece com a menor dose possível (1-2 gotas). Uma dose tópica pode ser repetida a cada 4-6 horas conforme necessário. Porque cada indivíduo é único, a dose irá variar para cada indivíduo com base no tamanho, idade e estado de saúde geral.

Áreas benéficas que você pode aplicar óleos essenciais

  • Pescoço
  • Testa e têmporas
  • Peito e abdômen
  • Braços, pernas, parte inferior dos pés
  • Outros Métodos Eficazes de Aplicação Tópica

Adicione algumas gotas de óleo a um banho quente, faça uma compressa quente ou fria por imersão de uma toalha ou pano em água, adicionando óleos essenciais e, em seguida, aplicando para a área desejada. Adicione óleo a uma loção ou hidratante e aplique na pele

Áreas sensíveis a serem evitadas

  • Algumas áreas faciais, como a pele ao redor dos olhos
  • Olhos e parte interna das orelhas
  • Pele rachada, danificada ou ferida

INTERNO

Certos óleos essenciais têm uma história culinária rica e podem ser usados como suplementos dietéticos que suportam uma variedade de condições saudáveis. Quando você utiliza canela em sua aveia, quando saboreia uma xícara de chá de hortelã ou adiciona folhas de manjericão fresco no seu espaguete, você está realmente consumindo alguns compostos aromáticos voláteis do óleo essencial.

O óleo essencial contribui com muitos benefícios para a saúde, bem como propriedades aromatizantes e aromáticas para os alimentos. Quando em sua forma concentrada, óleos essenciais podem ser usados como suplementos dietéticos com os mais diversos benefícios para a saúde. O uso interno é um método muito seguro e eficaz de aplicação por causa dos sofisticados processos fisiológicos de nossos corpos.

Quando ingeridos, os óleos essenciais entram diretamente na corrente sanguínea através do trato gastrointestinal, onde são transportados por todo o resto do corpo. Óleos essenciais são lipídicos solúveis, para que sejam prontamente transportados para todos os órgãos do corpo, incluindo o cérebro. Então, como todas as coisas que consumimos, óleos essenciais são metabolizados pelo fígado e outros órgãos e, em seguida, são excretados.

A composição de óleos essenciais é altamente complexa. Cada constituinte possui um conjunto único de propriedades bioquímicas que reagem com células e órgãos de diferentes maneiras. Embora esses mecanismos de ação não sejam completamente compreendidos, os resultados finais positivos foram demonstrados. No entanto, o corpo está equipado apenas para lidar com doses adequadas de óleos essenciais.

A dosagem adequada de acordo com as recomendações de rotulagem e outras orientações profissionais deve ser rigorosamente seguida para evitar a toxicidade.

Métodos Eficazes de Aplicação Interna

  • Use óleos em receitas para cozinhar ou assar para substituir ervas frescas ou secas e especiarias
  • Lembre-se que os óleos essenciais são muito mais potentes do que ervas secas ou especiarias frescas, então comece com uma quantidade muito pequena
  • Para óleos mais potentes, pode ser melhor administrá-los por palitos (mergulhe a extremidade de um palito limpo no óleo e, em seguida, adicione ao alimento) em vez de gotas
  • Adicione óleos essenciais à água, batidas, leite, chá ou outras bebidas
  • Tome os óleos essenciais em uma cápsula vegetariana ou adicione uma pequena quantidade de maçã ou iogurte